PUBLICIDADE
Topo

Histórico

Está de quarentena? Aproveite para ver o céu noturno!

Prof. Dulcidio Braz Júnior

04/04/2020 19h55

Lua Crescente registrada hoje, 4/abril/2020, em São João da Boa Vista.

 

Em tempos de isolamento, medida sensata e científica para conter a curva exponencial de contaminação pelo coronavírus, uma boa ideia para ocupar o tempo é olhar o céu. Mas sem sair de casa, ok?

Nem falo de usar instrumentos. Não é todo mundo que tem um bom binóculo, muito menos telescópio. Falo de espiar o céu a olho nu, como faziam os nossos antepassados. E dá para fazer isso sem sair de casa, pela janela, com toda a segurança que a Ciência sugere,  e exatamente como eu – viciado em céu – costumo fazer sempre que posso.

A imagem acima capturei hoje daqui da janela do meu apartamento, terceiro andar, com uma câmera semi profissional fixa num tripé, numa pausa na preparação de aulas¹. Com ela tenho um pouco mais de recursos para conseguir uma imagem mais detalhada da Lua.

Já a panorâmica abaixo, feita ao final do dia, foi com celular na mão e mostra o cenário onde a Lua Crescente ascendia sobre a serra aqui em São João da Boa Vista, interior de São Paulo, minha terra natal, onde vivo e trabalho. O que você vê na panorâmica é exatamente o que vejo a olho nu da minha (privilegiada!) janela. Você, onde estiver, também tem uma paisagem sua e um céu lindo só esperando para ser visto!

Lua Crescente sobre a serra em São João da Boa Vista, interior de São Paulo, Brasil (pelo celular).

Em tempos de pandemia, sugiro o que poderíamos chamar de "astroisolamento", momento de se conectar com a Natureza e o Universo, refletir sobre a vida e sobre os valores humanos, e contemplar o céu que, por conta de menos trânsito, menos poluição atmosférica, está certamente mais limpo. Tenho ouvido relatos de amigos que moram em grandes centros de que estão conseguindo ver estrelas de onde antes era impossível!

A Lua, hoje na fase crescente, visível ainda com a luz do dia, vai nascer cada vez mais para o final da tarde, até tornar-se Lua Cheia no dia 7 de abril, terça-feira, por volta das 18h. Será a primeira Lua Cheia depois do equinócio de outono no hemisfério sul da Terra, anunciando a chegada da Páscoa no domingo seguinte (12 de abril), como explico em detalhes neste post. Vale a pena acompanhar a Lua nos próximos dias até que fique com a face voltada para a Terra 100% iluminada. Depois, dá para observar a Lua Minguange, nascendo cada vez mais tarde da noite. E, sem querer ser insistente, mas sendo, tudo de casa! Evite as ruas. Evite contato com outras pessoas, especialmente nos próximos dias em que, tudo indica, viveremos momentos mais críticos da pandemia aqui no Brasil.

Vênus também está fazendo bonito. Ao entardecer, a oeste, Vênus impera no crepúsculo como um ponto brilhante que surge no céu antes mesmo de findar luz solar e chegar a noite.

Já nas madrugadas, temos tido show diário dos planetas Marte, Júpiter e Saturno que também podem ser vistos a olho nu a partir de 1h30min. Veja, na simulação abaixo, o céu acima do horizonte leste nesta madrugada de domingo.

Simulação do céu (horizonte leste) desta madrugada de 5 de abril de 2020. Software: Stellarium.

 

Aproveite o céu! Olhar o céu faz bem. Acalma. E nos remete às nossas origens.

Cuide-se! Cuide dos seus! Cuide de quem puder! Nos cuidemos todos!

Vamos vencer esta etapa difícil juntos, numa gigantesca colaboração planetária, sempre com o pé fincado na Ciência!

 

Abraço do prof. Dulcidio! Física, sensatez e todo cuidado, na veia!


¹ Como todo professor em quarentena, estou isolado, trabalhando de casa, à distância, mas mantendo os meus alunos de São João da Boa Vista (SP) e Poços de Caldas (MG) com a programação escolar em dia. A maior parte do meu tempo, quando não estou dando aulas ao vivo, à distância, estou preparando material multimídia para a nova modalidade de aulas on line, sejam elas ao vivo ou gravadas em vídeo. É um desafio! Um enorme aprendizado! Mas a educação não pode e não vai parar!

Duas telas de uma das aulas ao vivo que dei esta semana para meus alunos do Anglo São João pela plataforma Plurall com Google Hangout.

Sobre o autor

Dulcidio Braz Jr é físico pelo IFGW/Unicamp onde atuou como estudante e pesquisador no DEQ – Departamento de Eletrônica Quântica no final dos anos 80. Mas foi só começar a lecionar física para perceber que seu caminho era o da educação. Atualmente, além de professor, é autor de material didático pelo Sistema Anglo de Ensino / Somos Educação e pela Editora Companhia da Escola. É pioneiro no Brasil no ensino de Relatividade, Quântica e Cosmologia para jovens estudantes do final do ensino médio e início do curso superior. E faz questão de dizer que, aqui no blog, é professor/aluno em tempo integral pois, enquanto ensina, também aprende.

Sobre o blog

"O Física na Veia! nasceu em 2004 para provar que a física não é um “bicho papão”. Muita gente adora física. Só que ainda não sabe disso porque trocou o conteúdo pelo medo. Se começar a entender, vai gostar. E concordar: a Física é pop! Pelo seu trabalho de divulgação científica, especialmente em física e astronomia, sempre tentando deixar assuntos árduos mais leves sem jamais perder o rigor conceitual, o Física na Veia! foi eleito por um júri internacional como o melhor weblog do mundo em língua portuguesa 2009/2010 pelo The BOBs – The Best of Blogs da alemã Deutsche Welle."