Física na Veia!

Arquivo : International Day of Light

Hoje é o Dia Internacional da Luz
Comentários Comente

Prof. Dulcidio Braz Júnior

Reflexão Interna Total da luz numa placa de acrílico

 

Hoje, 16 de maio de 2018, comemoramos pela primeira vez o Dia Internacional da Luz.

Trata-se de uma iniciativa global coordenada pela Unesco – Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura com a finalidade de a cada ano, a partir de agora, promover atividades de valorização da importância da luz e do papel que ela desempenha na ciência, na cultura e na arte, bem como na educação e desenvolvimento sustentável, além de outras áreas tão distintas como medicina, comunicação e energia.

A SBPC – Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência é um nodo oficial do Dia Internacional da Luz no Brasil e estimulou a realização de atividades sobre a luz nesta data festiva e ao longo de toda esta semana. Fique de olho! Sociedades científicas, instituições de ensino e pesquisa, escolas, museus de ciência e planetários brasileiros vão realizar atividades para celebrar a data.

Como físico e professor, sou apaixonado pela luz e pelos fenômenos ópticos que, além de instigantes, esbanjam beleza estética para olho nenhum botar defeito. Lá no topo do post você confere uma foto que fiz de um experimento que adoro realizar em sala de aula ilustrando o confinamento óptico da luz. Note que o feixe laser, sem escolha, fica aprisionado dentro de uma barra de acrílico que, mesmo sendo transparente e envolta pelo ar igualmente transparente, obriga a luz a sofrer sucessivas reflexões ‘ziguezagueando’ em toda a extensão deste meio refringente. Trata-se do conhecido fenômeno da Reflexão Interna Total. É exatamente o que acontece nas fibras ópticas que guiam a luz de ponta a ponta (veja imagem abaixo).

Feixe de fibras ópticas guiando a luz de uma fonte laser

 

Vale lembrar que luz pulsante, que acende e apaga rapidamente, pode representar zeros (quando apaga)e uns (quando acende), exatamente os dois dígitos do código binário que codificam qualquer coisa que então pode trafegar dentro de — e entre — computadores. Essa é a alma do mundo digital!

 

O que é luz?

Para não perder a mania de professor de sempre querer ensinar, digo a você que a luz pode ser tratada como onda eletromagnética mas também pode ser encarada como sendo feita de partículas que chamamos de fótons. Assim, a melhor definição de luz é:

Se você se interessa pelo tema, veja este post que o aprofunda e foi escrito numa ação de blogagem científica coletiva coordenada pelo amigo Roberto Takata, divulgador científico dos bons, em comemoração do  IYL 2015 – International Year of Light.


Já publicado no Física na Veia!


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>