Física na Veia!

Arquivo : ciência

CPBF: Grafite da Ciência
Comentários Comente

Prof. Dulcidio Braz Júnior

Home do site do projeto

 

Mural-Grafite da Ciência é mais do que simplesmente um mural de arte em grafite. Trata-se de um projeto de divulgação científica do CBPF – Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, no Rio de Janeiro, RJ.

Segundo informações dos idealizadores, “ao unir arte, ciência, enigmas e interatividade, o projeto informa, inova , diverte e contribui para a revitalização do espaço público”.

O projeto está sendo lançado agora ao vivo pela web (janela de vídeo abaixo) diretamente do auditório do CBPF. Estou acompanhando e indico para você. Papo bom que envolve Ciência, Tecnologia, Arte e Criatividade!

O site do projeto, que vale a visita, é este: www.grafite-ciencia.cbpf.br

Fica a dica!


Atualização (8/junho/2018, 18h17min)

O papo com os quatro convidados da mesa redonda foi muito bom!
Quem não viu ao vivo, pode ver a gravação a qualquer momento via streaming a partir de 27:36 por este link.

Mesa redonda


Este post também foi publicado no Física na Veia! no Steemit.

 


Pint of Science Brasil 2018
Comentários Comente

Prof. Dulcidio Braz Júnior

Acontece no Brasil, entre 14 e 16 de maio, o Pint of Science. Já ouvi falar deste evento internacional de divulgação científica?

Ele acontece sempre num bar, daí o uso do termo pint¹ que é uma medida típica inglesa de quantidade (ou volume) de cerveja. A ideia é oferecer “doses” ou pints de Ciência para leigos num ambiente descontraído e de uma forma compreensível especialmente para os não iniciados nas diversas áreas do conhecimento. A estratégia é quebrar o gelo e criar aproximação com a Ciência que muitas vezes parece distante e assustadora quando, na prática, deveria ser exatamente o oposto.

A ideia surgiu em 2012 quando dois pesquisadores do Imperial College London, Michael Motskin e Praveen Paul, levaram pessoas com Alzheimer, Parkinson, doenças neuromusculares e esclerose múltipla para conhecer os seus laboratórios científicos e ver de perto o tipo de pesquisa que realizavam. Deu tudo tão certo que o evento saltou da Academia para comunidade e logo em 2013 nascia o Pint of Science.

O evento cresceu e está ganhando o mundo. Em 2018 ele acontece em 21 países. No Brasil o Pint of Science nasceu na USP de São Carlos em 2015. E já se espalhou por todos os cantos. Na versão 2018 o Pint of Science BR acontecerá em 56 cidades de todas as regiões do país.

Para saber mais e descobrir se o evento acontece perto de você, consulte os sites oficiais:
No Brasil: www.pintofscience.com.br.
No mundo: www.pintofscience.com.

Como divulgador científico de plantão 24h por dia, 7 dias por semana, deixo a dica para este evento sensacional que prova de forma experimental que Ciência combina com cerveja e descontração!


1 – No Reino Unido, um pint corresponde a 568 mL. Nos Estados Unidos há dois padrões de volume distintos chamados de pints: 473 mL e 551 mL. Para simplificar, tenha em mente que um pint é aproximadamente meio litro.

Ciência X Religião
Comentários Comente

Prof. Dulcidio Braz Júnior

SBF_home_ministroCT

Manisfesto da SBF sobre possível nomeação de um criacionista para a pasta da C&T&I

 

Religião e Ciência, pelo menos no atual estágio de evolução da raça humana, são como água e óleo. Pode tentar misturar, bater, sacudir, … Mas alguns minutos depois retornamos às duas fases bem distintas, imiscíveis.

É que a Religião está fundamentada no “crer para ver” enquanto a Ciência ancora-se no “ver para crer”. Leia isso sem nenhum juízo de valor, por gentileza. Não o faço.

E se você achou a comparação “crer para ver” X “ver para crer” mera simplificação da questão, concordo plenamente! Mas, mesmo rasa, já é suficiente para ratificar incompatibilidades básicas entre Ciência e Religião.

Esse tema, sempre polêmico, voltou a ferver desde que há alguns dias foi especulado que, num possível governo de Michel Temer, vice de Dilma e que assumirá a presidência da república em caso de confirmação do processo de Impeachment, o mais cotado para ser ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação é Marcos Pereira, presidente do PRB – Partido Republicano Brasileiro e bispo licenciado da Igreja Universal do Reino de Deus. Algo minimamente Temeroso, concorda? (E já me desculpo pela piada infame mas que, infelizmente, nos chega pronta e devidamente embalada para “presente”!)

A SBF – Sociedade Brasileira de Física, preocupada com o destino da pasta da Ciência, Tecnologia e Inovação, publicou ontem em seu site um manifesto (imagem acima). Reproduzo-o logo abaixo.

____________

Indicação do Novo Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação

Acontece na SBF, semana de 05 de Maio de 2016

Manifestação da Sociedade Brasileira de Física (SBF)

A ciência brasileira tem se desenvolvido de forma contínua e abrangente, desde a criação do CNPq, sendo hoje reconhecida de padrão internacional em diversas áreas. Esse sucesso foi ancorado em duas bases fundamentais.  A primeira foi a implantação de projetos estruturantes pelo governo e agências de fomento, como o programa de bolsas de pós-graduação, o financiamento à pesquisa em pequena, média e grande escalas e a construção de laboratórios nacionais, como o LNLS. A segunda foi a apreciação de propostas e análise de projetos utilizando exclusivamente critérios de mérito compatíveis com o padrão científico internacional.

Neste momento, a severa crise econômica que atingiu o país tem afetado fortemente nosso progresso científico e tecnológico, ocasionando sério retrocesso nos avanços alcançados. Análises econômicas, com isenção de preconceitos ideológicos, indicam claramente que esse cenário deverá continuar por pelo menos mais dois anos.

Consideramos essa situação extremamente preocupante. Em primeiro lugar, corre-se o sério risco de que a prioridade da área de ciência e tecnologia seja subestimada em um programa estratégico emergencial para recuperação da economia.

Além disso, mesmo sem ser colocada em segundo plano, não há dúvida que essa área também sofrerá fortes limitações orçamentárias.  Nesse cenário, é essencial saber escolher com base técnica bem fundamentada as prioridades corretas para os programas estratégicos implantados pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação nos próximos anos, a fim de manter o avanço científico e tecnológico nacional mesmo nessa situação adversa.

Para isso, é essencial que o próximo Ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, a ser indicado independentemente da evolução do atual quadro político, seja um profissional com qualificações técnicas adequadas e respeitado pela comunidade científica nacional, além de sua relevância política.

Em particular, nos parece inaceitável a indicação de um ministro com posições ideológicas ortogonais às da ciência moderna.

[fonte: www.sbfisica.org.br]

____________

Na semana em que a brilhante neurocientista Suzana Herculano oficializou que vai deixar o Brasil para pesquisar nos Estados Unidos onde terá plenas condições de tocar a sua pesquisa com qualidade e dignidade profissional (confira entrevista onde a própria Suzana alega “engessamento” da profissão no Brasil), embora em evento isolado da notícia da possível nomeação de um criacionista para a pasta da Ciência, Tecnologia e Inovação, escrevo esse post para engrossar a discussão sobre “Que Brasil nós brasileiros queremos”, em todas as áreas estratégicas para um país que se diz emergente, e em especial na área da ciência e da tecnologia. Quer exemplos do nosso atraso? Cadê o acordo do Brasil com o ESO (esse não vingou mesmo…)? E o acordo do Brasil com o CERN (que hiberna desde 2010)?

Vivemos um momento crítico de queda de braço entre forças políticas obscuras que, infelizmente, não se mostram preocupadas com os desejos e necessidades dos próprios brasileiros mas estão bastante focadas em particionar o país em proveito próprio.

Divulgue o texto da SBF nas suas redes sociais! Divulgue esse post! Manisfeste-se também sobre o importantíssimo tema Ciência, Tecnologia e Inovação, fundamental para decidir o futuro do Brasil que parece ainda viver no tempo de colônia de Portugal apostando em commodities e desprezando a massa crítica de cientistas nacionais. Em 2014 eu já perguntava para Dilma e Aécio, presidenciáveis, o que pensavam sobre a área da C&T. Não tivemos respostas objetivas. A nebulosidade de ideias parece imperar sempre. Incrível! Fica bastante claro que não há nenhum plano estratégico nessa área. E os rumores que agora vêm dos bastidores de um possível governo do Temer são de arrepiar e parecem nos empurrar séculos para trás!

Precisamos criar o hábito saudável de cobrar dos nossos políticos que façam política de verdade e abandonem de vez a politicagem barata que distribui cargos de relevância nacional sem nenhum critério técnico mas apenas para cumprir as obrigações de alianças que, em verdadeiras aberrações, muitas vezes juntam partidos de ideologias antagônicas só para a manutenção do poder. Não dá mais!


Indico [atualização do post ~14h10min]

Contact-Poster

No clima Ciência X Religião, indico o filme Contato (“Contac”, em inglês). Dirigido por Robert Zemeckis, foi lançado em 1997 e tem como protagonistas Jodie Foster (no papel da Dra. Eleanor Arroway) e Matthew McConaughey (no papel do seminarista e quase padre Palmer Joss).

A história original da qual o filme foi adaptado é de autoria do brilhante cientista Carl Sagan que, de forma inteligente, explora o conflito entre a fé e o método científico sem, no entanto, pender para nenhum lado da balança, exatamente como deve ser essa discussão quando é levada a sério.


Para saber mais


Insubmissas: Arte e Ciência no Palco
Comentários Comente

Prof. Dulcidio Braz Júnior

Insubmissas

 

Insubmissas (Mulheres na Ciência) é o mais novo espetáculo do genial Núcleo de Arte e Ciência no Palco da Cooperativa Paulista de Teatro.

Ainda não vi. Mas já gostei!

E isso não tem nada a ver com o fato de que Oswaldo Mendes (autor do texto) e Carlos ‘Einstein’ Palma (responsável pela direção e cenografia) são queridos amigos. É que o Núcleo ACP tem uma espécie de toque de Midas, nos proporcionando, a cada espetáculo, uma áurea viagem quase relativística pela emocionante e instigante linha do tempo da história da Ciência.

Desta vez o Núcleo ACP foi buscar quatro cientistas mulheres distantes no tempo e no espaço mas que, pela magia do teatro, se teletransportam para o palco. Segundo sinopse do espetáculo no Portal das Artes da Funarte, “por serem mulheres, as quatro cientistas tiveram de enfrentar preconceitos, intolerância e discriminações para conseguirem deixar seu legado à humanidade. Marie Curie, Bertha Lutz, Rosalind Franklin e Hipácia de Alexandria foram pesquisadoras que ‘se recusaram a viver e morrer em silêncio’, como definem os integrantes do Núcleo. No palco, essas personagens/atrizes contracenam em uma instalação de cordas, pedras e luzes ‘que impõem delicado equilíbrio entre o tempo histórico e o tempo da representação’. Assim, são elas mesmas que contam ‘sua difícil entrada e convivência no círculo machista da ciência’, em diferentes épocas e lugares. Rosalind deu contribuição decisiva à pesquisa do DNA e foi ignorada pelo prêmio Nobel. Já Madame Curie, embora premiada, sofreu a ira moralista da sociedade francesa. Hipácia morreu apedrejada pelos cristãos. E a brasileira Bertha Lutz fez da luta pelos direitos da mulher seu objetivo de vida”.

Estou me programando para dar um pulo em Sampa para conferir de perto o espetáculo que, desde já, indico aos meus leitores do blog sem o menor medo de errar!


Ficha Técnica

Espetáculo: Insubmissas (Mulheres na Ciência)

De: Oswaldo Mendes | Direção e cenário: Carlos Palma | Elenco: Adriana Dham, Leticia Olivares, Monika Plöger, Selma Luchesi, Vera Kowalska, Rogério Romera | Iluminação: Rubens Velloso | Figurinos: Carolina Semiatzh | Produção: Núcleo Arte Ciência no Palco da Cooperativa Paulista de Teatro

Duração: 75 min | Recomendação etária: acima de 12 anos

 

Serviço

De 17 de janeiro a 1º de março

Sexta e sábado, 21 h; domingo, 19 h

Ingressos: R$ 20 (meia: R$ 10). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo – um ingresso por pessoa

Teatro de Arena Eugênio Kusnet. Rua Dr. Teodoro Baima, 94, Vila Buarque (clique aqui e veja como chegar) | telefone (11) 32569463


Saiba mais sobre o Núcleo de Arte e Ciência no Palco da Cooperativa Paulista de Teatro

Confira abaixo os espetáculos anteriores do Núcleo ACP. Clique na imagem para abrir versão maior.

ACP_espetaculos

Para conhecer melhor o trabalho dessa turma da pesada:


Já publicado no Física na Veia!

 


O que nossos presidenciáveis pensam sobre C&T?
Comentários Comente

Prof. Dulcidio Braz Júnior

Dilma_Aecio_CT

 

Você, como eu, curte Ciência & Tecnologia? Concorda comigo que para o nosso país é uma área estratégica?

O que será que Dilma e Aécio pensam sobre o tema? Confesso que desconheço a opinião dos nossos candidatos à Presidência da República sobre essa área tão importante para o país.

Gostaria muito de saber mais detalhes sobre o que nossos presidenciáveis pretendem fazer na área.

Se você concorda, compartilhe esse post. Ou compartilhe o banner acima nas redes sociais. Clique nele e salve a imagem maior que se abrirá.  E use-a, como quiser.

Na fanpage do Física na Veia! no Facebook também estou disponibilizando o banner. No Twitter também.

Vamos estimular o debate presidencial sobre C&T!


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>