Física na Veia!

Arquivo : arte

CPBF: Grafite da Ciência
Comentários Comente

Prof. Dulcidio Braz Júnior

Home do site do projeto

 

Mural-Grafite da Ciência é mais do que simplesmente um mural de arte em grafite. Trata-se de um projeto de divulgação científica do CBPF – Centro Brasileiro de Pesquisas Físicas, no Rio de Janeiro, RJ.

Segundo informações dos idealizadores, “ao unir arte, ciência, enigmas e interatividade, o projeto informa, inova , diverte e contribui para a revitalização do espaço público”.

O projeto está sendo lançado agora ao vivo pela web (janela de vídeo abaixo) diretamente do auditório do CBPF. Estou acompanhando e indico para você. Papo bom que envolve Ciência, Tecnologia, Arte e Criatividade!

O site do projeto, que vale a visita, é este: www.grafite-ciencia.cbpf.br

Fica a dica!


Atualização (8/junho/2018, 18h17min)

O papo com os quatro convidados da mesa redonda foi muito bom!
Quem não viu ao vivo, pode ver a gravação a qualquer momento via streaming a partir de 27:36 por este link.

Mesa redonda


Este post também foi publicado no Física na Veia! no Steemit.

 


Insubmissas: Arte e Ciência no Palco
Comentários Comente

Prof. Dulcidio Braz Júnior

Insubmissas

 

Insubmissas (Mulheres na Ciência) é o mais novo espetáculo do genial Núcleo de Arte e Ciência no Palco da Cooperativa Paulista de Teatro.

Ainda não vi. Mas já gostei!

E isso não tem nada a ver com o fato de que Oswaldo Mendes (autor do texto) e Carlos ‘Einstein’ Palma (responsável pela direção e cenografia) são queridos amigos. É que o Núcleo ACP tem uma espécie de toque de Midas, nos proporcionando, a cada espetáculo, uma áurea viagem quase relativística pela emocionante e instigante linha do tempo da história da Ciência.

Desta vez o Núcleo ACP foi buscar quatro cientistas mulheres distantes no tempo e no espaço mas que, pela magia do teatro, se teletransportam para o palco. Segundo sinopse do espetáculo no Portal das Artes da Funarte, “por serem mulheres, as quatro cientistas tiveram de enfrentar preconceitos, intolerância e discriminações para conseguirem deixar seu legado à humanidade. Marie Curie, Bertha Lutz, Rosalind Franklin e Hipácia de Alexandria foram pesquisadoras que ‘se recusaram a viver e morrer em silêncio’, como definem os integrantes do Núcleo. No palco, essas personagens/atrizes contracenam em uma instalação de cordas, pedras e luzes ‘que impõem delicado equilíbrio entre o tempo histórico e o tempo da representação’. Assim, são elas mesmas que contam ‘sua difícil entrada e convivência no círculo machista da ciência’, em diferentes épocas e lugares. Rosalind deu contribuição decisiva à pesquisa do DNA e foi ignorada pelo prêmio Nobel. Já Madame Curie, embora premiada, sofreu a ira moralista da sociedade francesa. Hipácia morreu apedrejada pelos cristãos. E a brasileira Bertha Lutz fez da luta pelos direitos da mulher seu objetivo de vida”.

Estou me programando para dar um pulo em Sampa para conferir de perto o espetáculo que, desde já, indico aos meus leitores do blog sem o menor medo de errar!


Ficha Técnica

Espetáculo: Insubmissas (Mulheres na Ciência)

De: Oswaldo Mendes | Direção e cenário: Carlos Palma | Elenco: Adriana Dham, Leticia Olivares, Monika Plöger, Selma Luchesi, Vera Kowalska, Rogério Romera | Iluminação: Rubens Velloso | Figurinos: Carolina Semiatzh | Produção: Núcleo Arte Ciência no Palco da Cooperativa Paulista de Teatro

Duração: 75 min | Recomendação etária: acima de 12 anos

 

Serviço

De 17 de janeiro a 1º de março

Sexta e sábado, 21 h; domingo, 19 h

Ingressos: R$ 20 (meia: R$ 10). A bilheteria abre uma hora antes do espetáculo – um ingresso por pessoa

Teatro de Arena Eugênio Kusnet. Rua Dr. Teodoro Baima, 94, Vila Buarque (clique aqui e veja como chegar) | telefone (11) 32569463


Saiba mais sobre o Núcleo de Arte e Ciência no Palco da Cooperativa Paulista de Teatro

Confira abaixo os espetáculos anteriores do Núcleo ACP. Clique na imagem para abrir versão maior.

ACP_espetaculos

Para conhecer melhor o trabalho dessa turma da pesada:


Já publicado no Física na Veia!

 


< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>