Física na Veia!

Pocket Museum em São Paulo. Vamos experimentar a Ciência?

Prof. Dulcidio Braz Júnior

Ciência em Show em ação

 

De 29 de setembro a 21 de outubro, no Complexo Tatuapé, interligado à Estação Tatuapé de Metrô em São Paulo, capital, você e qualquer pessoa interessada em Ciência poderá participar gratuitamente de 12 experimentos incríveis de Física no Pocket Museum distribuídos em quatro estações temáticas: 1. Eletricidade, 2. Física Moderna, 3. Mecânica e 4. Ótica.

Sim, é na faixa! Ficou interessado? Confira detalhes a seguir.

Pocket Museum

O Pocket Museum é um projeto do Ciência em Show. Trata-se de um ambiente de experimentação com atividades científicas interativas destinado a toda família, mas com ênfase no atendimento de visitantes entre 6 e 15 anos.

A proposta é promover a vivência em experimentação. Por isso mesmo, no Pocket Museum tudo pode e deve ser tocado, mexido e experimentado, sempre com o apoio dos monitores treinados do Ciência em Show que garantem diversão e aprendizado com segurança.

O projeto arquitetônico do Pocket Museum é assinado pelo renomado arquiteto Rodrigo Ohtake que organizou o espaço priorizando a experimentação e a exploração com o objetivo claro de propiciar a aproximação de cada visitante com a Ciência.

Infelizmente, poucas escolas no Brasil dispõem de laboratório para trabalhar experimentos paralelamente à teoria. Desta forma, quase sempre as aulas são na lousa e os alunos são meros espectadores passivos. A Física, que começa a tomar forma enquanto Ciência justamente pela proposta inovadora de experimentação pelas mãos do italiano Galileo Galilei, acaba perdendo a sua essência. Neste sentido, muitos professores poderão aproveitar a oportunidade ímpar de levar os seus alunos para uma visita interativa no Pocket Museum.

__________
Sonho que um dia, quando tivermos governos mais sérios e focados na boa educação, seja feita uma reforma educacional de verdade que, na minha visão de professor há três décadas, deve partir antes tudo de uma análise criteriosa do extenso conteúdo teórico que é literalmente despejado nos alunos. Enxugado o conteúdo, e escolhendo os tópicos mais relevantes de cada ramo da Ciência, deve sobrar tempo para muita experimentação, atitude que certamente é capaz de mudar e enriquecer a maneira com que qualquer pessoa, particularmente um jovem estudante, vê e compreende a Ciência.

 

Estações temáticas e experimentos

1. Estação eletricidade. Experimentos: Gerador de Van de Graaff e Bobina de Tesla
2. Estação física moderna. Experimentos: Bola de Plasma, Ondas de Calor e Som Atrasado
3. Estação mecânica. Experimentos: Vórtice Toroidal, Ponte Romana e Bolinha Flutuante
4. Estação ótica. Experimentos: Imagens Sobrepostas, Figuras Anamórficas, Espelhos Curvos e Túnel Infinito.

 

Experimentos divertidos, com todo mundo botando a mão na massa

Horário de funcionamento das atividades

De segunda a sábado: das 10h às 22h.
Domingos e feriados: das 14h às 20h.
Consulte regulamento no site [complexotatuape.com.br](http://www.complexotatuape.com.br)

_________
Sou suspeito em falar do trabalho do Ciência em Show porque o Wilson, um dos três físicos do grupo, foi meu aluno no ensino médio. Mas acompanho o trabalho dele, do Daniel e do Gerson há 18 anos. E sei que é muito sério e esbanja competência. Falei recentemente sobre o trabalho bacana do Ciência em Show neste outro post (na versão do Física na veia! no Stemit). Vale a leitura se quiser conhecê-los melhor.

Fica a super dica para quem mora na grande São Paulo ou tem condições de se deslocar até a capital paulista!

O evento começa a funcionar hoje, 29 de setembro, às 19 h. Estou tentando me organizar para estar presente na inauguração do Pocket Museum prestigiando este lindo projeto dos meus queridos amigos do Ciência em Show.

 

Abraço do prof. Dulcidio. E Física na veia!