Física na Veia!

Nós Estivemos no CERN

Prof. Dulcidio Braz Júnior

Nos_Estivemos_No_CERN

Capa da obra

 

Está em fase final de produção/editoração o livro ''Nós, professores brasileiros do ensino médio, Estivemos no CERN''. A obra foi idealizada e organizada pelo prof. Dr. Nilson Marcos Dias Garcia e será editada pela SBF – Sociedade Brasileira de Física com recurso da CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

Trata-se de uma coleção de textos com depoimentos de alguns dos professores brasileiros de física do ensino médio que participaram das diversas edições da Escola de Física do CERN em Língua Portuguesa.

O livro está estruturado em cinco momentos distintos: 1) Localizando o CERN e a sua importância; 2) A Escola de Professores no CERN em Língua Portuguesa e a Escola de Física CERN; 3) A preparação dos professores selecionados para participarem da Escola de Física CERN; 4) A semana de curso no CERN; e 5) A difusão da experiência vivenciada após o retorno ao Brasil. Cada um desses momentos dá origem a um capítulo da obra. Confira:

Capítulo 1 – O CERN e a Física de Partículas
Capítulo 2 – A Escola de Física em Língua Portuguesa
Capítulo 3 – Preparando-se para ir ao CERN
Capítulo 4 – Experiências vividas no CERN
Capítulo 5 – A sala de aula pós CERN

Ao todo são 43 artigos escritos por 49 professores. Tenho a honra de ser um deles. Participei da edição 2010 da Escola de Física do CERN e tive o prazer de escrever ''Nunca mais minhas aulas foram as mesmas…'', artigo que fecha a obra e no qual mostro inúmeros exemplos reais de como minha capacitação no CERN – Organização Europeia para a Pesquisa Nuclear bem como a inesquecível experiência pessoal de ver de perto o LHC – Large Hadron Collider¹ influenciaram as minhas aulas e até materiais didáticos que produzi depois que estive em Genebra, na Suíça.

Segundo relato do prof. Nilson, preparar a obra ''Foi um trabalho intenso, mas gratificante. Gostei muito do resultado. Ficou espetacular. Em diversos sentidos. São quase 550 páginas. Muitas fotos. Muitos depoimentos e conteúdo''.

Fico imaginando o trabalhão que deu para ''costurar'' os textos criados por tantos cérebros diferentes! E confesso: estou morrendo de vontade de ver o ''tijolo'' impresso e bastante curioso para ler os artigos dos colegas professores que, assim como eu, tiveram o privilégio de participar de uma das edições da Escola de Física do CERN!

O projeto do livro será apresentado oficialmente hoje, 26 de janeiro de 2015, durante o Encontro dos Participantes da Escola de Física no CERN dentro do SNEF – Simpósio Nacional de Ensino de Física 2015 que acontecerá no Campus Santa Mônica da UFU – Universidade Federal de Uberlândia, em Uberlândia, MG, até o dia 30 de janeiro. Como o livro ainda está em fase de finalização, o prof. Nilson prometeu levar um exemplar impresso como prévia do que será a obra final. Infelizmente, por compromissos profissionais, não estarei no evento que pretende reunir o maior número possível de professores participantes das Escolas do CERN. Mas vou acompanhar tudo à distância.

Para matar saudades da Escola de Física do CERN 2010, publico a seguir foto da minha visita ao LINAC 2 (acelerador linear) de onde partem os prótons que alimentam o LHC. E mais abaixo um vídeo divertido mostrando o rastro de uma partícula de raio cósmico na Câmara de Nuvens ''caseira'' que desenvolvemos numa oficina durante o evento em Genebra. Note, aos 22 s, o espanto de um professor ao ''ver'' uma partícula (a rigor, o seu rastro) na nuvem de vapor de álcool isopropílico saturado dentro da câmara.

DulcidioBrazJr_LINAC2

Minha visita ao LINAC 2, o primeiro estágio (de um total de cinco) do complexo de aceleradores do CERN que culmina no LHC.


 1. O Large Hadron Collider é o maior experimento científico de todos os tempos. Trata-se de um acelerador/colisor projetado para estudar as entranhas da matéria a partir da colisão de prótons e também de íons pesados. Foi em dois experimentos no LHC que foi confirmada a existência do Bóson de Higgs, partícula fundamental no Modelo Padrão de Partículas Elementares. Seus idealizadores receberam  Nobel de Física em 2013. Confira (no menu, à direita do blog)  coleção de  posts organizados como Especiais Temáticos ''CERN & LHC''.

Para saber mais sobre o livro 


Para saber mais sobre a Escola de Física do CERN

A participação de professores brasileiros na Escola de Física do CERN em Língua Portuguesa é um projeto organizado sob a responsabilidade da Secretaria para Assuntos de Ensino da SBF – Sociedade Brasileira de Física com suporte financeiro institucional da Diretoria de Formação de Professores da Educação Básica da CAPES – Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior numa ação da Coordenação Geral de Programas de Valorização do Magistério.

O prof. Dr. Nilson Marcos Dias Garcia foi o coordenador e chefe de todas as delegações que já levaram 143 professores brasileiros ao CERN/LHC.

Saiba mais sobre o evento no site oficial da Escola de Física do CERN: www.sbfisica.org.br/v1/escolacern.

Acompanhe as novidades da Escola de Física do CERN na fanpage no Facebook: www.facebook.com/sbfisicacern. 

Escola_CERN_2010_BR_G

Professores brasileiros participantes da Escola de Física do CERN 2010 com o prof. Nilson em frente
ao restaurante do CERN (clique para abrir versão maior)


Já publicado no Fìsica na Veia! 

  • [05/09/2010]  O Sonho de Estar no CERN (e todos os meus posts ''Diário de Bordo'' cobrindo cada um dos dias da Escola de Física do CERN 2010 em parceria com o UOL Ciência)