Física na Veia!

Arquivo : ISS

Registro da passagem da ISS sobre o Brasil
Comentários Comente

Prof. Dulcidio Braz Júnior

ISS_15jan2017

Passagem da ISS sobre São João da Boa Vista. 15 s de exposição. Crédito: Dulcidio Braz Jr

 

A ISS – Estação Espacial Internacional acabou de passar sobre o Brasil.  Na minha cidade/região o evento começou por volta das 20h54min e durou aproximadamente 4 minutos, com a ISS indo do horizonte sul até o leste. Veja, na imagem acima, o registro fotográfico que fiz do evento já no seu quarto final, com a ISS acima do horizonte leste.

A olho nu  a ISS tem aparência estelar, ou seja,  é um ponto luminoso muito parecido com uma estrela, mais ou menos como na imagem abaixo feita por mim em novembro do ano passado, noutra passagem da ISS sobre a minha cidade.

ISS_19nov2016_01

Registro da ISS em 19 de novembro de 2016. Aqui a ISS aparece como pontinho porque não foi usada longa exposição. Crédito: Dulcidio Braz Jr.

Mas as estrelas são fixas no céu.  A ISS se move rapidamente contra o fundo fixo de estrelas. Na imagem no topo do post você vê os pontinhos que são as estrelas fixas e um rastro luminoso que corresponde às posições pontuais sucessivas da ISS registradas hoje ao longo de 15 s de exposição. O risco parece apontar para Prócion, a estrela mais brilhante da constelação do Cão Menor. Na imagem logo acima a ISS foi capturada num único clique, sem o recurso de longa exposição, e por isso aparece como um pontinho no céu, exatamente como a vemos a olho nu.

Na captura de hoje usei a câmera digital fixa no tripé e ISO 320, com disparo retardado e obturador aberto por 15 para registrar o rastro da estação espacial.

Se você quiser observar (e até fotografar) outras passagens da ISS pelo Brasil e exatamente sobre a sua cidade e região, veja as minhas dicas infalíveis nesse outro post. É muito mais fácil do que a maioria das pessoas pensam. E a diversão é garantida!


Já publicado no Física na Veia!

* Post na plataforma antiga do blog

Passagem da ISS sobre o Brasil
Comentários Comente

Prof. Dulcidio Braz Júnior

ISS [Fonte: NASA]

ISS [Fonte: NASA]

Hoje, logo de manhã, recebi e-mail do serviço SpotTheStation da NASA avisando que a ISS – International  Space Station iria passar sobre a minha cidade (São João da Boa Vista, SP) e região. Na verdade ela cruzou uma boa parte do território brasileiro.

A mensagem dizia: “Time: Sat Nov 19 7:51 PM, Visible: 5 min, Max Height: 69°, Appears: 24° above SSW, Disappears: 10° above NE”.

Traduzindo: hoje, sábado, 19 de novembro, às 7:51 PM (ou 19:51, horário oficial de verão de Brasília), a estação  espacial ficará visível por 5 minutos na sua região e atingirá altura máxima de 69°, aparecendo no céu perto da coordenada SSW, numa altitude aparente de 24°, e desaparecendo próximo da coordenada NE, numa altitude aparente de 10°.

Eu havia acabado de chegar de Campinas onde participei da XXXVII Oficina de Física do IFGW/Unicamp e, apesar de cansado, não poderia perder esse espetáculo. Para ajudar, o céu estava muito limpo.

Montei minha câmera no tripé e, na hora exata, comecei a observar o céu. Demorei um pouco para começar a ver a ISS. É que o céu, a SSW, com o Sol poente, estava ainda bastante claro. Mas logo avistei o pontinho luminoso que já cruzava o céu com velocidade aparente bastante grande¹.

Depois que a ISS passou para o outro lado do céu, um pouco mais escuro, o contraste ficou melhor. E, nessa posição, ela estava refletindo a luz solar bem para onde eu estava. Aí consegui fazer um vídeo. E dele retirei alguns frames. Confira as imagens abaixo. Destaquei a ISS (pontinho luminoso) com um círculo para facilitar a visualização.

ISS_19nov2016_01

ISS_19nov2016_02

ISS_19nov2016_04

 

Em breve, com mais tempo, edito o vídeo é posto por aqui.

Se você também quer entrar nessa divertida brincadeira de observar a ISS, dou todas as dicas nesse post onde também passo as coordenadas para você se inscrever em serviço gratuito da NASA que avisa a cada passagem da estação espacial sobre a sua cidade/região. Vale a pena. É sempre muito divertido, especialmente você se lembrar que dentro daquele mero pontinho viajam alguns tripulantes!


 1 – A ISS orbita a Terra a aproximadamente 400 km de altitude e dá uma volta em nosso planeta a cada 90 minutos aproximadamente. Isso equivale a dizer que ela tem velocidade real de pouco mais de 7 km/s e por isso é vista como um pontinho luminoso que rasga o céu com velocidade aparente bastante grande. Vale lembrar que a ISS reflete a luz solar. Quando ela começa a ser vista significa que ela mergulhou no cone de luz solar. Da mesma forma, quando desaparece para um observador fixo na Terra, é porque ela entrou na sombra do nosso planeta.

Já publicado no Física na Veia!

* Post na plataforma antiga do blog

Que tal “visitar” a ISS?
Comentários Comente

Prof. Dulcidio Braz Júnior

ISS_VT

Tela inicial do aplicativo mostrando o interior de um dos módulos das ISS.

 

Enquanto aguardo passagem da ISS – International Space Station ou Estação Espacial Internacional sobre a minha cidade (18h49min), deixo para você uma dica bem legal e que garanto vai render bons momentos de diversão!

Dificilmente teremos oportunidade de visitar a ISS pra valer. Concorda? Para subir até a sua órbita e nela embarcar, numa altitude média de 400 km, precisamos de treinamento pesado em astronáutica e carona permitida numa nave oficial que nos leve até lá.  Isso não é impossível. Mas bastante improvável para quem nem de longe será um astronauta.

Mas existe um aplicativo on line que nos permite uma visita virtual à ISS. Confira aqui.

Assim que você entra no sistema, vê o que mostra a imagem lá do topo do post.

Note, como destacado na imagem a seguir, que no rodapé da tela temos ferramentas bastante úteis e clicáveis para movermos a visão para a direita, para a esquerda, para cima e para baixo, além de darmos zoom in e zoom out.  Há também uma ferramenta para rotação automática do ambiente virtual para quando o braço cansar.

ISS_VT_menu2

Ferramentas úteis no rodapé da tela

 

Longe de querer fazer aqui um tutorial completo, quase sempre chato e burocrático, sugiro que você vá clicando em tudo e, em tempo real, conferindo o que acontece. Garanto que em minutos você já estará dominando o aplicativo que é bastante amigável!

Chamo a sua atenção o recurso MAP ON/OFF que liga/deliga um mapa da ISS que aparece no topo direito da tela (e que reproduzo na imagem abaixo). Ele é bastante útil porque mostra em que módulo da estação espacial você se encontra virtualmente, sempre destacando-o com um alvo em vermelho.  Os demais módulos ficam marcados com um alvo em verde que você pode clicar para mudar de ambiente a qualquer momento.

ISS_VT_menu

Mapa interativo. Útil para você saber em que módulo você se encontra e também para mudar de ambiente quando quiser, ao click do mouse.

Agora vou botar a cara para fora para ver a ISS passar! Nesse post dou as dicas de como observar a ISS a olho nu, brincadeira divertida que começa em descobrir com antecedência em que dia/hora a nave vai passar sobre a sua cidade e que trajetória fará no céu.

Se eu conseguir observar a ISS, volto para contar como foi. Combinado?

 

O que eu vi

[atualização do post 19h11min]

A imagem abaixo é um único frame de um pequeno vídeo que fiz mostrando a ISS (pontinho luminoso) cruzando o céu de minha cidade, São João da Boa Vista, interior de São Paulo, durante 3 minutos aproximadamente e a partir das 18h49min.

ISS_passagem_27jun2016

A olho nu a ISS é um ponto bastante luminoso, com jeitão de estrela, mas que se move rapidamente no céu. [27/junho/2016, ~ 18h50min]

A imagem acima dá uma ideia de como vemos a ISS a olho nu, ou seja, um pontinho bastante luminoso, como uma estrela, mas que se move rapidamente no céu. O mais incrível é imaginar que “dentro desse pontinho” que viaja a 27000 km/h tem astronautas que completam uma volta na Terra a cada 90 minutos aproximadamente!

Confira minhas dicas para seguir/observar a ISS nesse post. Quem sabe numa próxima passagem sobre o Brasil você observe a ISS daí da sua cidade!


Já publicado no Física na Veia!

(*) posts na plataforma antiga do blog

Dica: como ver a ISS passando sobre a sua cidade
Comentários Comente

Prof. Dulcidio Braz Júnior

ISS

A belíssima Estação Espacial. Crédito: NASA.

 

Acabei de ver uma belíssima passagem da ISS, a Estação Espacial Internacional, que começou às 18h58min e durou cerca de 6 minutos. A ISS estava bem brilhante, se destacando contra o fundo quase escuro do céu ao cair da tarde.

Você não sabia que dá para ver a ISS passando sobre a sua cidade? Sim! A olho nu! E é bem fácil de ver! Ela aparece como um ponto bem brilhante, como se fosse uma estrela, se movendo bem rápido já que a sua velocidade real é de aproximadamente 27000 km/h (veja, na fanpage do Física na Veia! no Facebook, foto  mostrando uma passagem da ISS sobre São Carlos, interior de São Paulo. O registro foi feito pelo meu amigo Gustavo Rojas, astrofísico da UFSCar).

O “truque” começa por descobrir com antecedência dia/hora em que ocorrerá uma passagem da ISS sobre a sua cidade. Existem softwares para computador, tablet e smartphone que calculam as passagens da ISS (bem como de outros satélites) na sua região.

Tenho usado um serviço gratuito da NASA, muito simples e bastante eficiente, o Spot The Station, mostrado na imagem a seguir.

ISS_NASA_STS

Página inicial do Spot The Station, da NASA

Assim que você acessa o site, pode escolher o seu país e a sua cidade. Se não encontrar a sua cidade na lista, escolha a mais próxima. No meu caso (veja na imagem acima) escolhi Campinas, a 120 km daqui de São João da Boa Vista, interior de São Paulo. Em seguida, basta clicar no botão azul “GO” e o sistema calcula, em tempo real, as passagens com base na data do sistema operacional do seu computador. Veja, a seguir, as passagens da ISS para a data de hoje para a minha região.

ISS_NASA_STS_tabela

Tabela gerada pelo Spot The Station da NASA

Note que o sistema retorna uma “família” de passagens da ISS em torno da data da consulta (no meu caso, 27 de fevereiro). A passagem que acabei de ver corresponde à quarta linha da tabela, que teve início às 6:59 PM (18h59min, horário de Brasília), com duração de cerca de 6 min e altura máxima de 34 graus. O sistema avisa, em coordenadas geográficas (N, S, E, W) e altitude (em graus) o ponto aproximado onde a ISS vai aparecer (Appears) bem como o ponto onde ela vai desaparecer (Disappears). E fornece ainda a altitude máxima da trajetória aparente (Max Height) também em graus. Quanto mais alta a ISS passar no céu, melhor para avistá-la (lembre-se de que observações de objetos próximos ao horizonte são sempre mais complicadas por conta das poluições atmosférica e luminosa). Tudo isso é bastante útil para sabermos para onde dirigir o olhar para começar a avistar a passagem bem como entender como será a trajetória aparente da ISS no céu, como ilustrado na imagem a seguir retirada do próprio site do Spot The Station.

ISS_astro_horizon

Esquema para entender a trajetória aparente da ISS no céu

Mas o mais legal do Spot The Station é clicar no botão azul “Sign Up for Alerts now!” que aparece no topo da tabela. Ele dá acesso a um sistema de cadastramento. Você fornece o seu endereço de e-mail e, toda vez que a ISS for passar na sua região, o sistema envia mensagem de alerta com antecedência suficiente para que você possa se organizar para fazer a observação.

O e-mail é bastante direto e contém apenas informações sobre a passagem da ISS. Quer um exemplo? Veja, abaixo, o conteúdo da mensagem que recebi avisando sobre a passagem da ISS de hoje:

Time: Sat Feb 27 6:58 PM, Visible: 6 min, Max Height: 42°, Appears: 10° above NNW, Disappears: 11° above SE

São, basicamente, as mesmas informações da tabela. Dia/hora do início da passagem, altura máxima (em graus) da trajetória e ponto inicial e final da trajetória.

Para não ter erro, gosto de simular cada passagem da ISS usando o software Stellarium, planetário desktop (freeware e opensource) para Windows e outras plataformas, inclusive sistemas operacionais móveis. Assim, dá para saber a trajetória exata da ISS e garantir um bom local para observar a passagem em toda a sua plenitude. Confira abaixo simulação para a passagem de hoje. O arco branco mostra o caminho da ISS no céu. Por sorte, hoje, a ISS passou bem diante das janelas do meu apartamento voltadas para o leste. Vi tudo praticamente de camarote!

ISS_27fev2016

Simulação (com o software Stellarium) da passagem da ISS hoje sobre a minha cidade

Com o aplicativo ISS Finder, para iOS, além de acompanhar a trajetória da ISS em torno da Terra em tempo real e prever passagens pela sua cidade/região, dá para saber qual é a tripulação atual da ISS, ou seja, que astronautas estão a bordo da nave. É muito louco, quando vemos o pontinho luminoso cruzando o céu sobre nossas cabeças, imaginar que dentro dele, a cerca de 400 km de altitude, estão alguns astronautas em plena missão espacial!

ISS_Crew

Tela do aplicativo ISS Finder rodando no iPad mostra os seis atuais tripulantes da ISS

O ISS Spotter, para iOS, também é um bom “tracker” da ISS. Estou testando-o.

Outra coisa divertida a se fazer é ver a Terra registrada em tempo real e em HD diretamente da ISS. Enquanto aguarda a passagem da ISS, você pode ficar vendo as imagens da Terra. É como se você estivesse de carona com os astronautas, a bordo da ISS, vendo a sua região lá de cima. Pelo site  www.n2yo.com/space-station você pode acompanhar a ISS em suas sucessivas órbitas ao redor da Terra e, em tempo real, ver imagens da Terra vista do espaço. Confira abaixo um “print” das telas do sistema, incluindo imagens em vídeo.

ISS_n2yo

Página do n2yo.com

 

Enquanto escrevia esse post, a ISS está dando uma volta completa ao redor da Terra, viajando cerca de 40000 km (circunferência da Terra) à taxa de 27000 km/h, o que dá aproximadamente (40000 km)/(27000 km/h) = 1,5 h. Logo, fará nova passagem sobre a minha região, desta vez bem curtinha (cerca de 1 min) e bem baixa (em torno de 11 graus), daqui uns 10 minutos. Trajetória tão baixa, próxima do horizonte, é bem difícil de observar. Mas não custa nada tentar! Na próxima madrugada (veja tabela lá em cima) terei outra passagem da ISS, dessa vez bem mais alta no céu, e com duração de 4 min.

Fica a dica. Tente seguir a ISS, ver imagens da Terra vista do espaço em tempo real, e principalmente descobrir passagens sobre a sua cidade/região. É muito divertido!

Se você tem tablet ou smartphone que roda Windows Phone ou Android, procure por aplicativos na loja oficial do sistema operacional. Busque por “ISS” ou “satellite tracking”. Certamente você encontrará boas opções. Experimente e veja aquela com a qual se dá melhor.  Mas o Spot The Station mais o www.n2yo.com/space-station  dão conta do recado com folga e garantem bons momentos de diversão.

Boas observações!

 


 

Já publicado no Física na veia!

(*) Post publicado na plataforma antiga do blog

< Anterior | Voltar à página inicial | Próximo>